sexta-feira, julho 29, 2011

As luzes lá fora e a sua falta aqui dentro.


As luzes lá fora me dizem que você está ao meu lado, me acompanhando, me guiando e simplesmente me iluminando. A imensidão que está lá fora não sabe a falta que você me faz. Elas têm os seus problemas, os seus amores, as suas ilusões, as suas vidas. E aqui, só o que me falta para me sentir completa é você. Onde você está que ninguém os vê? Onde você se encontra? Preciso saber. Gostaria de mais uma xícara chá, minha querida? Os olhares se encontram, o sorriso se abre e o toque mais esperado acontece. Há mudanças em seu lar, muitas mudanças. E cada parte daquele lugar me faz lembrar algo, um momento, um diálogo, um abraço, um choro, um colo – simplesmente me faz lembrar de nós duas. O choro aparece logo por apenas lembrar de você. O seu sorriso contagiante. Eu gosto de lembrar, de relembrar, de contar, de rir, de chorar. Eu me sinto como se estivesse ali contigo, ao teu lado. O que eu sinto por ti é profundo, é intenso. Sangue não diz absolutamente nada, acredite.

domingo, julho 17, 2011

"Um pequeno mundo preto e branco (...)"

Um pequeno mundo preto e branco, com a vontade de ficar colorido por alguns instantes. Uma playlist um tanto desconhecida com músicas interessantes. Um café preto forte e extremamente quente, mais uma xícara por favor. Algumas fotos distorcidas de um passado profundo. Um sentimento forte e estranho, difícil de coloca-lo em palavras. O tempo lá fora me faz querer viver intensamente, a chuva lentamente, o frio que vem e fica. Pensamentos desligados por alguns minutos. O meu estado de saúde não está nada bem mas é preciso ser forte, se controlar e ficar bem. Um aviso: A minha habilidade com as palavras anda querendo voltar. Um ótimo aviso, ou não. Um telefonema, um choro de solidão, um pedido de carinho, algumas palavras tocantes e tristes. Um edredom macio, um travesseiro e um urso querido que me acompanham desde a manhã fria. O vento frio que toca em minha pele é mesma de um tempo atrás, desprotegida e gelada sem os teus abraços quentes e aconchegantes de um domingo de manhã.

Apenas frases soltas, era preciso um texto assim. Sem entender nada, apenas sentir.